Roberta Almeida
Gostaria de receber sugestões de livros de poesia.

Recomendações

Sinopse
Este livro busca evidenciar o poder de invenção poética e imaginação plástica que animam a arte de seu cancioneiro. O leitor encontra-se-á aí com uma captação particularmente intensa e uma configuração sintética da vivência, não só de um lirismo limitado ao eu, como do modo de sentir e ver das novas gerações no mundo revolucionário da tecnologia e da comunicação, no limiar do século XXI.


Eduardo Warpechowski


comentar

Sinopse
Publicado sob pseudônimo pela primeira vez em 1952, traz poemas de amor. Neruda só revelou a verdadeira autoria dos poemas em 1963.


Priscilla akao Mori


comentar

Sinopse
traz os principais valores humanos estudados pela psicanálise, como amor, beleza, fuga, inveja, solidão, justiça, tristeza, sexo, morte etc., explicados por mais de cem poetas em forma de verbetes. As poesias levantadas pelo organizador Ulisses Tavares, e que trazem ângulos inusitados das abordagens freudianas, são resultado de um extenso trabalho de pesquisa. Segundo ele, o livro consegue ser e não ser, ao mesmo tempo, de auto-ajuda, de psicologia, de filosofia, de poesias, sobre pensamentos de ...


Borin Boccia


comentar

Ana elisa Spereta moreira


comentar

Sinopse
Mario Vale, inspirado em Charles Baudelaire, faz um duplo convite ao leitor jovem, para que se reconheça no universo desse poeta e experimente a beleza das imagens que ele compôs para ilustrar o seu O desejo de pintar e outros poemas em prosa.


Ana elisa Spereta moreira
Livro de poesias e obras de arte... É muito interessante!

comentar

Sinopse
O canto poético de Solano Trindade é, sobretudo, uma arte de resistência. Participante ativo da cultura negra do Brasil, Solano deixou marcas na história cultural do país. Sua luta aparece sob diferentes formas - nos poemas que denunciam a escravidão; na exaltação da cultura enraizada na África e por aqui, às vezes, ignorada; a insistência em declamar o amor com o princípio de liberdade... Considerado nosso poeta negro, foi exemplo de força. Esta coletânea apresenta esse poeta e celebra sua obra ...


Victtor Martinez


comentar

Sinopse
Exemplo de romance afro-brasileiro, falando da identidade negra, Ponciá Vicêncio, de Conceição Evaristo, vai de encontro à tese segundo a qual a escrita dos descendentes de escravos estaria restrita ao conto e à poesia.


Valtemário Passos


comentar

Sadi Martins servilha


comentar

Sinopse
Este livro da maior poeta polonesa viva, ganhadora do Nobel e inédita no Brasil, inaugura, ao lado de omeros, a reedição da coleção de poesia traduzida da Companhia das Letras, com novas capas e projeto gráfico. Aos 88 anos, Wislawa Szymborska vive desde menina em Cracóvia, cidade situada às margens do Vístula, no sul da Polônia. O fato de ter permanecido a vida inteira no mesmo lugar diz muito sobre essa poeta conhecida por sua reserva e extrema timidez. Contudo, embora os fatos de sua vida ten ...


Valtemário Passos


comentar

Sinopse
Esta obra reúne 35 poemas que têm a mulher como centro temático - procurando definir que figura feminina é essa que é, segundo a autora, desenhada e desconstruída incessantemente, e questionando de um lado o mundo, de outro a própria identidade.


Valtemário Passos


comentar

Sinopse
Este livro apresenta poemas de João Cabral de Melo Neto sobre temas relacionados à juventude.


Ana elisa Spereta moreira


comentar

Sinopse
Um olhar sobre o cotidiano e a paixão arrebatadora pela palavra (impressa na pele em forma de tatuagem) são as matérias-primas do livro da poeta carioca Maria Rezende. Em Bendita Palavra a voz feminina retorna com lirismo.


Valtemário Passos


comentar

Sinopse
As pinturas malditas formaram-se da reunião do universo interior do autor, que, disposto em pinturas poéticas, retrata as dores, devaneios, amores e os demais sobressaltos de uma consciência que ondula sob os movimentos líricos de uma alma que constantemente procura por um lugar neste mundo. Um poema é um tecido, uma tela, onde os fios, as palavras que vão ser bordadas devem ser escolhidas a dedo com apenas o que está na alma, pronto a ser entregue, pronto a viver, sem pretensões, gratuito. Fe ...


Borin Boccia


comentar

Sinopse
O escritor é alguém que presta atenção ao mundo, disse Susan Sontag. O poeta talvez seja alguém que, ao prestar atenção, se espanta com o mundo e, sobretudo, consegue fazer a linguagem se espantar com ele - e dar saltos. Pois este Jóquei dá muitos saltos, a todo instante. São poemas em prosa, conversas por telefone, cartas para crianças, explosões de ternura. Passeando pelas ruas do Rio de Janeiro, perseguindo carros de bombeiro pelo Brooklyn ou contemplando ondas gigantes de um balcão, sopra des ...


Valtemário Passos


comentar

Sinopse
Nesta obra, a poeta mineira promove uma observação ativa do mundo, onde nos objetos do cotidiano ou nas surpresas do corpo, as armadilhas também se chamam vida, ou amor, ou quem sabe cigarros e silêncio.


Valtemário Passos


comentar

Sinopse
Neli Germano é natural de Torres-RS e reside em Porto Alegre. Atua na gestão do Arquivo Geral do Sistema FIERGS há mais de vinte anos. Cursou Letras e Serviço Social pela ULBRA em Canoas-RS. Participou de seis antologias - entre elas o CD Confraria de Poetas, Editora Alcance/RS (1998) - e teve poemas publicados em jornais alternativos de cultura. Selecionada no Concurso Poemas no Ônibus (1999/2000) pela Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre - Cia. Carris Porto Alegrense e ATP. Desde 201 ...


Borin Boccia


comentar

Sinopse
O escritor moçambicano Mia Couto tem grande incursão na prosa, com livros de contos, crônicas e romances premiados, mas a poesia sempre fez parte de seu universo criativo e segue como uma de suas formas de expressão favoritas. Para esta antologia poética, o autor selecionou poemas de seus livros Idades cidades divindades, Raiz de orvalho e outros poemas e Tradutor de chuvas. Nas palavras de José Castello, autor da apresentação, Os poemas de Mia Couto são, antes de tudo, reflexivos e filosóficos. ...


Valtemário Passos


comentar

Sinopse
Glaudenir Marcus apresenta ao seu leitor o seu primeiro livro de poesia, Coisas de gente. Livro que retrata o cotidiano do ser humano banhado em todas as suas vivências do cotidiano em olhares poéticos em todas as relações e acontecimentos.


Borin Boccia


comentar

Sinopse
A arte literária desloca a palavra de seu lugar comum e a coloca no reino das possibilidades, da polissemia, empurrando o leitor para um canto da sala, indagando-o sobre sua posição e revelando uma realidade oculta ao olhar ligeiro daqueles que estão habituados as manchetes curtas e a efemeridade das notícias. Benette Bacelar encaminha seu leitor para esse ambiente nem sempre brando, mas sempre sincero. A feminilidade emerge das escolhas dos temas e da aproximação dos detalhes retirados da cor ...


Borin Boccia


comentar

Sinopse
'outros jeitos de usar a boca' é um livro de poemas sobre a sobrevivência. Sobre a experiência de violência, o abuso, o amor, a perda e a feminilidade. O volume é dividido em quatro partes, e cada uma delas serve a um propósito diferente. Lida com um tipo diferente de dor. Cura uma mágoa diferente. Outros jeitos de usar a boca transporta o leitor por uma jornada pelos momentos mais amargos da vida e encontra uma maneira de tirar delicadeza deles. Publicado inicialmente de forma independente por R ...


Valtemário Passos


comentar

Sinopse
A vasta produção de Fernando Pessoa, um dos mais célebres poetas em língua portuguesa, ganha uma nova edição pela Nova Fronteira, dividida em dois volumes contidos em boxe de luxo. A obra contempla os poemas escritos por Pessoa como ele mesmo e como outros poetas que criou, seus famosos heterônimos Alberto Caeiro, Recardo Reis e Álvaro de Campos, além da produção poética do autor em língua estrangeira e de algumas de suas traduções.


Valtemário Passos


comentar

Sinopse
Considerado como um dos nomes mais significativos da poesia contemporânea francesa Antoine Emaz (1955) vem publicado sua poesia com regularidade desde os anos 1980, construindo uma obra dispersa em livros de pequenas tiragens, considerados já como raridades, difíceis de achar. Lama, pele apresenta ao público brasileiro uma seleção de poemas de Antoine Emaz em edição bilíngue, com organização e tradução de Júlio Castañon Guimarães.


Valtemário Passos


comentar


Sua Recomendação




Todas as Perguntas Fazer Pergunta