Viviane Couto
Livros de drama, sobre reis, rainhas imperadores etc, policias, terror e suspense

Recomendações

Sinopse
Aos 14 anos e recém-casada, Maria Bolena é levada para a corte de Henrique VIII na companhia dos Irmãos George e Ana. Delicada e bondosa, Maria ganha a proteção do soberano, tornando-se sua amante. No entanto, a personalidade de Ana acaba atraindo o monarca, que a escolhe como nova cocunbina. A rivalidade entre as irmãs e as intrigas palacianas são os ingredientes deste delicioso romance, da inglesa Philippa Gregory. Um grande sucesso de vendas nos EUA


Claudia Virgilio
Todos os livros desta autora são excelentes retratos da vida dos reis e rainhas ingleses. Viciantes!

comentar

Sinopse
Autobiografia romanceada do imperador romano que viveu no século 2, baseada numa minuciosa pesquisa histórica. Yourcenar começou a escrever o livro em meados dos anos 20 e, depois de destruir várias versões do texto, publicou-o em 1951, com sucesso absoluto. Adriano é retratado como o governante ideal: cultor do classicismo grego, protetor das artes e político preocupado com vida dos escravos.


Estevao
excelente, história verídica do imperador romano adriano.

Roma é sempre um assunto intrigante, obrigada! - Viviane
comentar

Sinopse
A execução em julho de 1918 dos Romanov — a família do último czar da Rússia, Nicolau II — é cercada de mitos e histórias macabras. Especialista em história russa, Helen Rappaport teve acesso aos depoimentos de várias testemunhas-chave. Ela revela o papel de Lenin na execução e mostra também como os Romanov e seus carcereiros desenvolveram uma relação complexa. Rappaport não poupa nenhum detalhe do fuzilamento que se tornou um massacre — foi necessário um pente inteiro de balas para matar o jovem ...


Cecília Silva
A autora recria os últimos dias do czar russo e de sua família, incluindo aí a forma como foram brutalmente assassinados. História verídica.

Adoro tudo sobre os Romanov. Obrigada. - Viviane
comentar

Sinopse
Com todos os avanços tecnológicos, uma erupção vulcânica ainda é um fenômeno natural sem o menor controle. E, portanto, aterrorizante. POMPÉIA, de Robert Harris identifica um dos medos mais viscerais do ser humano e o transforma em ficção. Em um romance eletrizante, que arrancou elogios da crítica britânica e chegou ao primeiro lugar na lista de mais vendidos do The Sunday Times, Harris brinca com nosso conhecimento do destino da cidade. Mais do que o fim, o que interessa aqui é como a história é ...


Jair Eide dona
Passada durante o império romano, mais exatamente em 79 d.C., esta ficção conta o desaparecimento de Pompeia em forma de romance, de modo bastante convincente.

Interessante, obrigada. - Viviane
comentar

Sinopse
Até que a morte os aproxime “Certa noite, meu pai me perguntou se eu gostaria de me tornar uma noiva fantasma...” 1893. Li Lan é uma jovem que recebeu educação e cultura, mas que vive sem grandes perspectivas depois da falência de seus pais. Até surgir uma proposta capaz de mudar sua vida para sempre: casar-se com o herdeiro de uma família rica e poderosa. Há apenas um detalhe: seu noivo está morto. A Noiva Fantasma, que a DarkSide Books publica no Brasil em 2015, é o surpreendente romance de est ...


Priscilla akao Mori
Acho que vc vai gostar

Já estava na minha lista de desejados do Skoob ;) Obrigada. - Viviane
comentar

Sinopse
Ao longo de uma década de serviço, incluindo diversas incursões ao Iraque e a outras zonas de combate durante o auge da chamada Guerra ao Terror, Chris Kyle, atirador de elite dos Seals, alcançou o recorde de mais de 150 mortes confirmadas pelo Pentágono. No livro, ele fala abertamente dos sofrimentos da guerra, da morte brutal de alguns companheiros, da ação como atirador e da frieza e precisão que desenvolveu ao longo do serviço, lançando luz não só sobre a perturbadora realidade dos combatente ...


Wemerson Cirino
"Em uma década de serviço, incluindo diversas incursões ao Iraque e a outras zonas de combate durante a chamada guerra ao terror, Chris Kyle, atirador de elite dos Seals, alcançou o recorde de mais de 150 mortes confirmadas pelo Pentágono. No livro, ele fala dos sofrimentos da guerra, da morte brutal dos companheiros, da ação como atirador e da frieza e da precisão que desenvolveu ao longo do serviço, lançando luz não só sobre a realidade dos combatentes como também sobre a dificuldade de readaptação dos que retornam ao lar. Em 2013, Chris Kyle foi assassinado por um veterano de guerra que sofria de transtorno de estresse pós-traumático."

Gostei do filme, não sabia que tinha o livro. Obrigada. - Viviane
comentar


Sua Recomendação




Todas as Perguntas Fazer Pergunta