Dayana meyrelle Silva
Livros de poemas

Recomendações

Sinopse
Sexto livro de poesia de Manoel de Barros, "Matéria de poesia" traz três longos poemas divididos em micro-textos que falam sobre as coisas e os bichos "desimportantes" que constituem a natureza da região do pantanal matogrossense.


Samara Brito korb


comentar

Sinopse
Os principais são Alberto Caeiro, Álvaro de Campos e Ricardo Reis, e sob estes nomes Pessoa escreveu grande parte de sua obra poética. Em vida, publicou no formato de livro somente Mensagem, poema épico sobre Portugal. 'Cancioneiro' reúne os poemas líricos que o poeta - autor de alguns dos mais belos versos da língua portuguesa - assinou com o próprio nome.


Estevao
melhor poeta da nossa língua.

comentar

Sinopse
andar e pensar um pouco, que só sei pensar andando. Três passos, e minhas pernas já estão pensando. Aonde vão dar estes passos? Acima, abaixo? Além? Ou acaso se desfazem ao mínimo vento sem deixar nenhum traço.


Estevao
grande poeta!

comentar

Sinopse
O "o" de bocejo lembra uma boca aberta. A palavra rápido parece que vai sair correndo. E "pé-de-vento usa sapato?". Lindos poemas que divertem e ensinam pela brincadeira com a forma, o som e o sentido das palavras.


Samara Brito korb


comentar

Sadi Martins servilha


comentar

Sinopse
Em 2011, discretamente, a publicitária Clarice Freire criou no Facebook uma página para reunir seus escritos e desenhos. Batizou-a como 'Pó de Lua', sua receita infalível 'para tirar a gravidade das coisas'. Desde então, ela vem conquistando uma legião de fãs fiéis e engajados, que se encantaram com a delicadeza de seus pensamentos, seu humor sutil e o traço despretensioso, que combina desenho e até fragmentos de palavras. Entre eles, estão personalidades como a atriz Grazi Massafera e a apresent ...


Cristiane Silva de oliveira
Este livro é muito fofo!

comentar

Sinopse
As pinturas malditas formaram-se da reunião do universo interior do autor, que, disposto em pinturas poéticas, retrata as dores, devaneios, amores e os demais sobressaltos de uma consciência que ondula sob os movimentos líricos de uma alma que constantemente procura por um lugar neste mundo. Um poema é um tecido, uma tela, onde os fios, as palavras que vão ser bordadas devem ser escolhidas a dedo com apenas o que está na alma, pronto a ser entregue, pronto a viver, sem pretensões, gratuito. Fe ...


Bruno Boccia


comentar


Sua Recomendação




Todas as Perguntas Fazer Pergunta