Não deixe seus livros parados na estante. Troque seus livros com 200 mil leitores. Participe!

CADASTRE-SE

COMO ME TORNEI ESTÚPIDO

Martin Page
(4) votos | (0) comentários

Sinopse
A ignorância é um dom para Antoine, personagem principal da sátira de Martin Page, Como me tornei estúpido. Para o jovem estudante de aramaico, filho de pai birmanês e mãe bretã, a inteligência e a consciência crítica se transformam em empecilhos para alcançar a felicidade na sociedade atual. Por isso, o anti-herói criado pelo autor francês decide investir na idiotice como forma de sobrevivência: do alcoolismo ao antidepressivo, ele tenta todos os meios possíveis para se tornar uma nulidade. O livro é um caso extremo e bem-humorado de rebeldia contra uma sociedade que exige a estupidez como passaporte e oferece a massificação como recompensa. Como me tornei estúpido faz parte do Safra XXI, selo lançado em 2004 pela editora Rocco com edição gráfica diferenciada e proposta ousada de lançar autores jovens e talentosos. Decidido a parar de sofrer por causa de uma consciência que o impede de aceitar as injustiças do mundo, Antoine tenta sem sucesso virar alcoólatra, suicidar-se e até fazer uma cirurgia para retirar uma parte do cérebro. As tentativas frustradas do jovem protagonista são descritas com fina ironia e imagens nonsenses que beiram o surrealismo. Mas a redenção de Antoine vem com o emprego numa corretora de ações de um ex-colega de escola, que junto com o Felizac, antidepressivo receitado pelo seu médico boa-praça, são o antídoto perfeito contra a inteligência e a consciência crítica do rapaz. O protagonista passa então a freqüentar o mundo dos bem-sucedidos executivos financeiros de Paris, fica milionário de uma hora para outra, e tenta de todas as maneiras se adaptar à sua nova condição - entre outras coisas isso significa comprar, comprar, comprar, enquanto a sua consciência dorme. Mas as peripécias de Antoine não duram muito. Entre um intervalo e outro de Felizac, o herói de Page fica vulnerável ao seu próprio veneno, ou seja, seu cérebro ainda dá sinais de estar vivo e sua dificuldade de sentir-se um membro efetivo da sociedade vem à tona. Até que o "resgate" de fato acontece, de uma forma nada convencional, para concluir, depois de uma série de experiências que beiram o surreal, a história engendrada pela imaginação fértil do autor. Como me tornei estúpido é uma agradável surpresa com sotaque parisiense, mas levanta questões universais.
Categoria
Editora Rocco
ISBN-13 8532518370
ISBN 9788532518378
Edição 1 / 2005
Idioma Português
Páginas 160
Estante 4  0  3   0
Sua estante
79% chance de ser solicitado

CADASTRE-SE

QUEM DESEJA ESTE TAMBÉM DESEJA



AVALIAÇÃO DO LEITOR
Alexandre Delgado
Um livro inteligente de um jovem autor premiado.Uma ótima leitura. Em 2004 venceu o Euregio-Schüler Literaturpreis-- prêmio jovem da literatura francesa.

Alexandre Delgado
Esse livro faz você pensar criticamente e de forma bem humorada sobre nossas escolhas na vida .Se são realmente nossas ou impostas por uma sociedade que tem medo de mudanças.

Alexandre Delgado
Livro sensível,divertido e inteligente. O personagem principal tenta se ajustar(?) ao que é considerado "normal" pela maioria que forma a nossa sociedade.Sem contar com os seus amigos,ótimos personagens coadjuvantes. Vale a pena conferir.

Alexandre Delgado
Excelente livro de um autor francês muito criativo. Um livro estranho,diferente e divertido.

Já leu o livro? Comente!

Quero comentar sobre este livro