Não deixe seus livros parados na estante. Troque seus livros com 200 mil leitores. Participe!

CADASTRE-SE

MENINA MÁ

William March
(3) votos | (1) comentários

Sinopse
Publicado originalmente em 1954, MENINA MÁ se transformou quase imediatamente em um estrondoso sucesso. Polêmico, violento, assustador eram alguns adjetivos comuns para descrever o último e mais conhecido romance de William March. Os críticos britânicos consideraram o livro apavorantemente bom. Ernest Hemingway se declarou um fã. Em menos de um ano, MENINA MÁ ganharia uma montagem nos palcos da Broadway e, em 1956, uma adaptação ao cinema indicada a quatro prêmios Oscar, incluindo o de melhor atriz para a menina Patty McComarck, que interpretou Rhoda Penmark. Rhoda, a pequena malvada do título, é uma linda garotinha de 8 anos de idade. Mas quem vê a carinha de anjo, não suspeita do que ela é capaz. Seria ela a responsável pela morte de um coleguinha da escola? A indiferença da menina faz com que sua mãe, Christine, comece a investigar sobre crimes e psicopatas. Aos poucos, Christine consegue desvendar segredos terríveis sobre sua filha, e sobre o seu próprio passado também. MENINA MÁ é um romance que influenciou não só a literatura como o cinema e a cultura pop. A crueldade escondida na inocência da pequena Rhoda Penmark serviria de inspiração para personagens clássicos do terror, como Damien, Chucky, Annabelle, Samara, de O Chamado, e o serial killer Dexter.
Categoria
Editora Darkside® books
ISBN-13 8566636813
ISBN 9788566636819
Edição 1 / 2016
Idioma Português
Páginas 272
Estante 3  0  14   0
Sua estante
96% chance de ser solicitado

CADASTRE-SE

QUEM DESEJA ESTE TAMBÉM DESEJA



AVALIAÇÃO DO LEITOR
Bárbara Nunes
Rhoda tem apenas 7 anos. É uma menina linda com carinha de anjo e disciplinada. Entretanto, por dentro é fria, calculista, movida pela cobiça e incapaz de ter sentimentos bons em relação aos outros. De início o livro é arrastado, confesso. Muita descrição, muita informação sobre coisas simples, me fazendo quase desistir. O livro realmente começa a partir do segundo/terceiro capítulo, onde se observa a rotina de Rhoda é sua mãe, Christine, uma mulher charmosa que escreve cartas ao seu marido. "Não vemos os pontos de vista da menina nesse livro, o que é uma pena, já que essa visão elevaria o nível do livro a outro patamar, o que vemos são os pensamentos de sua mãe, Christine, aflita e desconfiada depois da morte de um aluno que estuda com sua filha, e ao que tudo indica Rhoda tem alguma coisa a ver com isso" O livro é bom, mas não chega a ser esse sucesso estrondoso que tanto falam. O final, que poderia ter sido melhor escrito, ocorreu em poucas linhas, ainda tentando se arrastar em poucos parágrafos.

Bárbara Nunes
A história é envolvente e com detalhes interessantes

Já leu o livro? Comente!

Quero comentar sobre este livro