Não deixe seus livros parados na estante. Troque seus livros com 200 mil leitores. Participe!

CADASTRE-SE

AGRIDOCE MELAÇO DE CANA E JABUTICABAS MADURAS

Aderbal Bastos Barros
(0) votos | (0) comentários

Sinopse
São poemas que cantam, de forma insofismável, o amor entre um homem e uma mulher com recurso aos elementos da natureza. O amor como substantivo concreto que aquece os enamorados ao anoitecer, o prazer que exalta os corpos dos amantes no calor da paixão, a volúpia do desejo, o pecado do prazer, a liturgia da entrega que se cumpre em êxtase e transe, a libido que se extravasa na visão febril do corpo idolatrado. São poemas que retratam também um amor amordaçado, estilhaçado que traz soluços e lágrimas e se devora no seu próprio veneno. Eu diria que nestes poemas que cantam o amor entre um homem e uma mulher ou, melhor, o amor de um homem para uma mulher, o autor percorre, letra por letra, todo o alfabeto do desejo e deixa extravasar todo o imenso caudal de sensações que lhe invadem a alma, a lembrança do ser amado. A poética de Aderbal Barroso canta, de forma insofismável, o amor entre um homem e uma mulher com recurso aos elementos da natureza. O amor como substantivo concreto que aquece os enamorados ao anoitecer, o prazer que exalta os corpos dos amantes no calor da paixão, a volúpia do desejo, o pecado do prazer, a liturgia da entrega que se cumpre em êxtase e transe, a libido que se extravasa na visão febril do corpo idolatrado. Mas também um amor amordaçado, estilhaçado que traz soluços e lágrimas e se devora no seu próprio veneno. - Vera Duarte
Categoria
Editora Scortecci
ISBN-13 8536656921
ISBN 9788536656922
Edição 1 / 2018
Idioma Português
Páginas 112
Estante 0  0  0   0
Sua estante
6% chance de ser solicitado

CADASTRE-SE


AVALIAÇÃO DO LEITOR
Já leu o livro? Comente!

Quero comentar sobre este livro