Não deixe seus livros parados na estante. Troque seus livros com 200 mil leitores. Participe!

CADASTRE-SE

RESIDUALIDADE E INTERTEMPORALIDADE

Roberto Pontes , Elizabeth Dias Martins , Leonildo Cerqueira , Cassia Maria Bezerra Do Nascimento
(0) votos | (0) comentários

Sinopse
Começo a minha defesa com a citação empregada pela professora Elizabeth Martins “O futuro tem um coração antigo”. O motivo de se ter escolhido a teoria da Residualidade para fundamentar minhas pesquisas passa por esses aspectos lindeiros entre o passado que reverbera no futuro. Por isso, logo no início das nossas leituras e pesquisa sobre Os Sertões de Euclides da Cunha, notamos o fator transdisciplinar de suas abordagens; vários “diálogos” entre a ciência, a História, a Sociologia, a Antropologia e outras áreas do conhecimento como da Geologia, da Botânica, da Química, da Geografia, formando assim um todo complexo na narrativa. E, por essa razão, nos deparamos com um desafio, que foi a escolha de uma teoria que também tivesse as abrangências de investigações e “diálogos” entre as diversas áreas do conhecimento, não se restringindo apenas a um aspecto da análise do romance. Na busca de uma teoria que expressasse em seu todo uma metodologia com a qual pudéssemos atingir a abrangência transdisciplinar, escolhemos a Teoria da Residualidade Literária e Cultural, sistematizada pelo poeta, ensaísta e professor Roberto Pontes, por notarmos a importância de sua fundamentação teórica para a investigação do nosso trabalho, em uma metodologia propõe abordagem mais ampla da Literatura criando assim maior possibilidade de pesquisa e investigação. A teoria tem constituição que se avizinha do âmbito histórico, social e antropológico, sendo igualmente pautada na História das Mentalidades, considerando-se que resíduo e mentalidade são conceitos que se complementam. Isto quer dizer que foi através desses dois métodos que conseguimos atingir o texto literário na sua complexidade, levantando, assim, uma cosmovisão das representações literárias do homem dentro do seu aspecto cultural e social. *Palavras proferidas na ocasião de sua defesa de mestrado, com a dissertação intitulada Mentalidade e Residualidade do Ano Mil n’Os Sertões, de Euclides da Cunha Claudia de Socorro Simas Ramos

Categoria
Editora Crv
ISBN-13 9788544422533
ISBN 8544422535
Edição 1 / 2018
Idioma Português
Páginas 366
Estante 0  0  0   0
Sua estante
4% chance de ser solicitado

CADASTRE-SE


AVALIAÇÃO DO LEITOR
Já leu o livro? Comente!

Quero comentar sobre este livro