Não deixe seus livros parados na estante. Troque seus livros com 200 mil leitores. Participe!

CADASTRE-SE

VIDA E ARTE: CRIAÇÃO NA BORDA, NO BALANÇO PARADOXAL

Gabriel De Castro Augusto Alvarenga
(0) votos | (0) comentários

Sinopse
O que move o autor é a junção dos termos arte e vida, com o desafio: viver a vida como obra de arte. Nessa radical proposição de Deleuze e Foucault - em primeira instância - emerge o campo problemático. Aproximar tais conceitos, suas ligações potentes, suas interferências mútuas. A inusitada junção a aproximar (atrair) noções de arte e vida que parecem apontar para as dimensões vívidas, potentes, processuais e criativas dos dois termos em simultâneo. Por um vivenciar da literatura, esta foi escolhida para auxiliar a entrada nos conceitos arte e vida. Sem querer qualificar toda e qualquer literatura como obra de arte pungente e desestabilizadora, mas com necessidade de reafirmar que o tema de pesquisa se fez em grande parte pela interferência literária, pela insistência criativa e disruptiva dos textos que suscitam outras vicissitudes. Assim o problema de pesquisa é lançado: pensar em como a literatura pode funcionar - ou mesmo como esta possui facetas potentes para tal - como arma radical na aproximação de vida e arte? Problema desdobrado em quatro grandes partes: "Biopolítica a todo vapor: como encontrar a possibilidade de resistir", "A vida e a obra de arte", "Da tetravalentia estética" (aproximação a partir de Clarice Lispector, Chuck Palahniuk, Raduan Nassar e Stela do Patrocínio, com os conceitos de Deleuze e Guattari) e "Raspas e restos que interessam".
Categoria
Editora Eduff
ISBN-13 8522812071
ISBN 9788522812073
Edição 1 / 2017
Idioma Português
Páginas 195
Estante 0  0  0   0
Sua estante
5% chance de ser solicitado

CADASTRE-SE


AVALIAÇÃO DO LEITOR
Já leu o livro? Comente!

Quero comentar sobre este livro