Maristela Ribeiro
Livros sobre o holocausto, segunda guerra mundial, biografias da segunda guerra mundial

Recomendações

Sinopse
Um livro definitivo sobre o declínio de Hitler. O cotidiano do ditador naqueles dias dramáticos, os surtos de euforia e a depressão diante da derrota inevitável. Um relato histórico precioso escrito por um dos maiores especialistas em Terceiro Reich. O autor relembra em seu relato um acontecimento que significou, para uma geração inteira, nada menos do que o fim do mundo. Mais do que isso, ele nos revela os bastidores desse apocalipse, mostrando como o ocaso de um violento ditador arrastou consig ...


Andre Barbosa
Muito bom. Você irá fazer companhia com a cúpula e com o próprio Hitler em s ué últimos dias no poder. O declínio do líder alemão a Ponto de usar roupas sujas.

comentar

Sinopse
("rato", em alemão) é a história de Vladek Spiegelman, judeu-polonês que sobreviveu ao campo de concentração de Auschwitz, narrada por ele próprio ao filho Art. O livro é considerado um clássico contemporâneo das histórias em quadrinhos. Foi publicado em duas partes, a primeira em 1986 e a segunda em 1991. No ano seguinte, ganhou o prestigioso Prêmio Pulitzer de literatura. A obra é um sucesso estrondoso de público e de crítica. Desde que foi lançada, tem sido objeto de estudos e análises de esp ...


Sofia Ferreira zava
A história contada através de quadrinhos deixa a leitura mais dinâmica, além de artes que falam mais que palavras

comentar

Sinopse
Porta de entrada para a logoterapia, a "terceira escola vienense de psicoterapia", o texto de Frankl descreve em linguagem narrativa como sentiu e observou a si mesmo, e às demais pessoas, e seu comportamento num campo de extermínio nazista. Toca na essência do que é ser humano: não renunciar ao sentido da vida.


Carla beatriz Oliveira
fundador da Logoterapia mostra aqui como foi a sua própria experiência em busca do sentido da vida num campo de concentração durante a Segunda Guerra Mundial. Emocionante!

comentar

Sinopse
Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os judeus. Também não faz ideia de que seu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos de que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e mudar-se para uma região desolada, onde ele não tem ninguém para brincar nem nada para fazer. Da janela do quarto, Bruno pode ver uma cerca, e, para além dela, centenas de ...


Priscilla akao Mori
Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os judeus. Também não faz ideia de que seu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos de que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e mudar-se para uma região desolada, onde ele não tem ninguém para brincar nem nada para fazer. Da janela do quarto, Bruno pode ver uma cerca, e, para além dela, centenas de pessoas de pijama, que sempre o deixam com um frio na barriga. Em uma de suas andanças Bruno conhece Shmuel, um garoto do outro lado da cerca que curiosamente nasceu no mesmo dia que ele. Conforme a amizade dos dois se intensifica, Bruno vai aos poucos tentando elucidar o mistério que ronda as atividades de seu pai. O menino do pijama listrado pretende ser uma fábula sobre amizade em tempos de guerra e sobre o que acontece quando a inocência é colocada diante de um monstro terrível e inimaginável.

comentar

Sinopse
Ao perceber que a pequena Liesel Meminger, uma ladra de livros, lhe escapa, a Morte afeiçoa-se à menina e rastreia suas pegadas de 1939 a 1943. A mãe comunista, perseguida pelo nazismo, envia Liesel e o irmão para o subúrbio pobre de uma cidade alemã, onde um casal se dispõe a adotá-los por dinheiro. O garoto morre no trajeto e é enterrado por um coveiro que deixa cair um livro na neve. É o primeiro de uma série que a menina vai surrupiar ao longo dos anos. O único vínculo com a família é esta ob ...


Debora Petry
Mostra o ponto de vista dos alemães sobre o holocausto.

comentar

Sinopse
"Barbudos, sujos e fatigados" é o resultado do trabalho de mais de uma década. O autor fez centenas entrevistas com ex-combatentes da FEB vários trechos destas entrevistas estão transcritos no livro, analisou cartas e diários da época, visitou o teatro de operações do norte da Itália, além de realizar extensa pesquisa nos arquivos militares brasileiros, britânicos e americanos. O contato próximo com os veteranos possibilitou, também, o acesso a material fotográfico nunca antes utilizado (algumas ...


Debora Petry
O Brasil na segunda guerra mundial, recomendo muito esse autor, ele escreveu ótimos livros sobre o exército brasileiro na guerra

comentar

Sinopse
Ernst Hanfstaengl, o protagonista de O Pianista de Hitler, pertencia a uma família influente, que circulava pelas altas rodas de Washington. Filho de pai alemão e mãe norte-americana, ele freqüentava a Casa Branca e formou-se na Universidade de Harvard, em 1909. Após a Primeira Guerra Mundial, ele volta para a Alemanha e começa a sentir uma profunda admiração por Adolf Hilter, após ouvir seu famoso discurso na cervejaria de Munique, em 1922.Hitler ganhou um amigo íntimo, um pianista e um entusia ...


Amir A
Narrativa chocante de um judeu que sobrevive a destruição de Varsóvia pelos nazistas. Depois de ler o livro, veja o filme.

comentar

Sinopse
História de um jovem mutilado pela guerra durante a 1a Guerra Mundial.


Debora Petry
É sobre a primeira guerra mundial, mas é sobre guerras

comentar

Sinopse
Na década de 1930, conforme cresce o poder de Hitler, a jovem alemã Sophie Riedesel vê tudo ao seu redor se transformar numa realidade atípica e repleta de perigos. Além de ter um pai simpático ao comunismo e um irmão autista, que não se adéqua ao ideal de purificação nazista, Sophie ainda se envolve com artistas de circo e com Isaac Zarco, descendente de Berequias Zarco, o narrador do best seller 'O último cabalista de Lisboa'. Sophie de repente se encontra no epicentro dos terrores do regime na ...


Priscilla akao Mori
"Na primeira noite eles se aproximam e roubam uma flor do nosso jardim. E não dizemos nada." Quando se ouve falar de mais um livro sobre a época do nazismo normalmente pensamos em campos de concentração, fuzilamentos, câmaras de gás. Mas não é o caso. É a descrição do cerceamento da liberdade individual, da perseguição às minorias, da propaganda política , da censura à imprensa (ou melhor, da imprensa sendo utilizada como propaganda política ), da educação corrompendo o pensamento dos jovens... tudo pouco a pouco, até culminar no absurdo da esterilização compulsória imposta aos deficientes físicos e mentais. Feito na forma de uma narrativa romanceada, muito interessante.

comentar

Sinopse
Após a frustração de ter tido o Exército britânico encurralado em Dunquerque, Winston Churchill tem uma ideia capaz de mudar o curso da guerra - a criação de uma nova seção do serviço secreto britânico, a SOE (Executiva de Operações Especiais), responsável por conduzir ações de sabotagem e se infiltrar nas linhas inimigas. Algo jamais feito na história. Na esperança de se juntar à Resistência, o jovem Paul-Émile deixa Paris e vai para Londres. Logo recrutado pela SOE, ele se integra a um grupo de ...


Aline Weigel
No livro Os últimos dias de nossos pais, o autor suíço Joël Dicker aborda a criação da SOE e mostra como um serviço composto em sua maioria por amadores tornou-se uma das peças-chave da Segunda Guerra Mundial.

comentar

Sinopse
O professor William E. Dodd, da Universidade de Chicago, é convidado para assumir a embaixada dos Estados Unidos na Alemanha, em 1933. Junto com a esposa e os dois filhos adultos, ele parte para Berlim, decidido a manter-se neutro em relação ao governo de Adolf Hitler. Com o tempo, a família Dodd testemunha a crescente perseguição aos judeus, a censura à imprensa e a implementação de leis que eram consideradas assustadoras. Em 'No jardim das feras', o autor pretende reconstituir o ambiente opress ...


Aline Weigel
Uma leitura arrebatadora e que ajuda a entender por que o mundo só foi se dar conta da grave ameaça representada por Hitler quando o horror da guerra já era inevitável.

comentar

Sinopse
O 'não escrito' capítulo final do Diário de Anne Frank relata o tempo entre a prisão de Anne Frank e sua morte. A história é contada por meio dos testemunhos de seis mulheres judias que sobreviveram ao inferno do campo de concentração do qual Anne nunca mais voltou. Inicialmente, o renomado cineasta holandês Willy Lindwer filmou o documentário 'Os sete últimos meses de Anne Frank' e, depois disso, resolveu transformá-lo em livro. Para tanto, ele entrevistou mulheres que conheceram Anne Frank. O ...


Caroline Dos santos m. da silva
Esse livro complementa um pouco "o diário de anne frank" e ainda tem relatos de outras pessoas que sofreram que os holocausto.

comentar

Sinopse
Consultora do Museu do Holocausto e especialista que há décadas pesquisa e escreve sobre o genocídio judaico, a norte-americana Wendy Lower recupera, em As mulheres do nazismo, a terrível história das mulheres alemãs durante a Segunda Guerra Mundial. No livro, Lower descreve uma geração perdida, anestesiada pela propaganda hitlerista e movida por um fervor nacionalista doentio. Uma geração de mulheres jovens – enfermeiras, professoras, secretárias, entre outras – que enxergaram o nazismo como uma ...


Priscilla akao Mori
O livro é fruto das pesquisas e de um longo estudo da autora e sua equipe sobre as mulheres nazistas que assimilaram o dever patriótico e com seus trabalhos: professoras, enfermeiras, secretárias, assistentes sociais, inclusive sem papeis oficiais, mas sendo apenas esposas dos oficiais, ajudaram a máquina mortífera de Hitler. A analise da autora não fica apenas no papel das mulheres durante a guerra ela consegue nos dar uma breve introdução do cenário vivido pelas mulheres antes da posse de Hitler até o pós-guerra. O orgulho de fazer parte do projeto maior, uma Alemanha pura e com a grandeza superior a todos, adquirindo novos territórios, dizimando as minorias e os racialmente ?impuros? para demonstrar sempre sua superioridade perante aos demais. Neste sentido, muitas mulheres que vislumbravam aventuras, ascensão social ou até mesmo profissional, acabaram aderindo à propaganda e os incentivos do Reich para ajudarem a ocupar o Leste Europeu área que vinha sendo conquistada pelo exercito alemão, e chegando lá muitas se tornaram cumplices ativamente ou até passivamente com a violência e com o extermínio em massa de pessoas. O principal objetivo do livro foi retratar essas mulheres que tiveram sua participação na guerra, suas possíveis motivações e a 'impunidade' de seus atos, seja por falta de provas físicas, pela mudança nos depoimentos, e aqui temos que levar em consideração que mesmo possuindo varias testemunhas sobre alguns fatos, houve processos que se arrastaram por mais de vinte anos o que poderia mudar algumas informações e levando possíveis culpadas o veredito de inocentes. Recomendo a leitura para quem gosta do tema ou busca mais informações sobre o tema. Além de precisar algumas datas a obra possui algumas fotos e uma ampla fonte de referencias.

comentar

Sinopse
Sol e Lisa são duas crianças a bordo do St. Louis, um navio cheio de passageiros judeus que fogem da Europa para salvar suas vidas. O St. Louis, um luxuoso transatlântico, deixa a Alemanha em 1939, levando seus quase mil passageiros para um porto seguro do outro lado do oceano. Eles terão a chance de recomeçar a vida em países como Cuba e Estados Unidos, longe do regime nazista antissemita. Lisa e sua família ocupam uma grande cabine na primeira classe, enquanto Sol e seus pais estão lá embaixo n ...


Maria paula De andrade barbosa
Baseado numa história real. Sol e Lisa são duas crianças a bordo do St. Louis, um navio cheio de passageiros judeus escapando da Alemanha nazista para salvar a vida. O St. Louis, um luxuoso transatlântico, deixa a Alemanha em 1939, levando seus quase mil passageiros para um porto seguro do outro lado do oceano. Eles terão a chance de recomeçar a vida em países como Cuba e Estados Unidos, longe do regime nazista antissemita. Lisa e sua família estão em cima, numa grande cabine na primeira classe, e Sol e seus pais estão embaixo, na terceira classe. Eles não se conhecem, mas compartilham sentimentos, a emoção por estar cruzando o oceano, esperança no futuro e tristeza por deixar tudo para trás. O otimismo de Sol e Lisa fica ameaçado quando o navio é impedido de atracar no porto em Cuba. Será que as crianças terão outra chance de refúgio? Ou, em outros portos, um futuro sombrio pode estar à espera delas?

comentar

Sinopse
Wendy Holden narra a luta de três mulheres grávidas no campo de concentração e o encontro dos três sobreviventes nascidos em uma das mais terríveis instalações nazistas.


Caroline Pan
Três casais rezando por um futuro melhor. Três bebês nascidos com poucas semanas de diferença, em circunstâncias inimagináveis.

comentar

Sinopse
A socialite nova-iorquina Caroline Ferriday está sobrecarregada de trabalho no Consulado da França, em função da iminência da guerra. O ano é 1939 e o Exército de Hitler acaba de invadir a Polônia, onde Kasia Kuzmerick vai deixando para trás a tranquilidade da infância conforme se envolve cada vez mais com o movimento de resistência de seu país. Distante das duas, a ambiciosa Herta Oberheuser tem a oportunidade de se libertar de uma vida desoladora e abraçar o sonho de se tornar médica cirurgiã, ...


Aline Weigel
Mulheres sem nome é um livro que aborda a perspectiva das mulheres em uma guerra cujo protagonismo é historicamente masculino.

comentar

Sinopse
Auschwitz, 1944. As gêmeas Pearl e Stasha têm 12 anos quando desembarcam no campo de concentração nazista na Polônia. à medida que conhecem o horror e têm suas identidades fraturadas pela dor e sofrimento, tentam confortar uma à outra e criam códigos e jogos para se proteger e recuperar parte da infância deixada para trás. Mas quando Pearl desaparece sem deixar pistas, Stasha se recusa a acreditar que a irmã esteja morta e embarca numa jornada desesperada em busca de justiça, paz e de si mesma. L ...


Ana elisa Spereta
Nunca li, mas se passa em Auschwitz e conta a história de gêmeas que viveram nessa época. Se não me engano é baseado em fatos reais

comentar

Sinopse
É a história real de uma garota judia de 13 anos que ficou escondida com a família durante a ocupação nazista da Holanda. O nome dela era Annelies Marie Frank, nasceu em 12 de junho de 1929 em Frankfurt, na Alemanha, e morreu em um campo de concentração, pouco antes do fim da Segunda Guerra Mundial, em 1945. Foi escondida, no último andar de um prédio, que Anne Frank escreveu durante mais de dois anos um dos registros mais detalhados do dia a dia daquela fase em que os nazistas, liderados por Hit ...


Maria paula De andrade barbosa
fundamental

comentar

Sinopse
BEST-SELLER MUNDIAL EM EDIÇÃO INTEGRAL E COM FOTOS. Publicado pela primeira vez em 1947, “O diário de Anne Frank” é um best-seller mundial. Um relato emocionante e de extrema relevância até hoje, o livro já foi publicado em mais de 60 idiomas e nos conduz pelas experiências da jovem Anne Frank, que, junto com a sua família, vai morar num bunker para se esconder do regime nazista vigente na Alemanha de Hitler. Infelizmente, a família não resistiu ao Holocausto, e Anne morreu com apenas 16 anos. ...


Caroline Dos santos m. da silva
O diário é de uma garota que foi vítima do holocausto junto com a sua família, dando o seu ponto de vista do que acontecia.

comentar

Sinopse
Em seu aniversário de quinze anos, Eva é enviada para Auschwitz. Sua sobrevivência depende da sorte, da sua própria determinação e do amor de sua mãe, Fritzi. Quando Auschwitz é extinto, mãe e filha iniciam a longa jornada de volta para casa. Elas procuram desesperadamente pelo pai e pelo irmão de Eva, de quem haviam se separado. A notícia veio alguns meses depois: tragicamente, os dois foram mortos. Este é um depoimento honesto e doloroso de uma pessoa que sobreviveu ao Holocausto. As lembranças ...


Caroline Dos santos m. da silva
Livro com o relato de uma sobrevivente do holocausto

comentar

Sinopse
No início do século XX, a crise econômica e duas guerras criaram a atmosfera ideal para a disseminação do ódio e do nacionalismo que transformariam o povo alemão. A família Grünebaum teve a estrutura abalada. Arthur foge da I Guerra para a França. A hiperinflação força Hertha a emigrar para o Brasil. Hilde, viúva com dois filhos, busca refúgio da fúria antissemita na Bélgica. A ameaça de deportação espanta o que sobrou da família. Numa sociedade maltratada pela crise econômica, complacente com um ...


Priscilla akao Mori
Li no mês passado e achei incrível. Uma filha que é brasileira e médica escreve as memórias da mãe que tem mais de 80 anos e nunca havia contado certos detalhes dolorosos demais para relembrar. Emocionante .

comentar


Sua Recomendação




Todas as Perguntas Fazer Pergunta